O que é Gastrite?

O termo gastrite significa inflamação associada à lesão da mucosa gástrica. A gastrite pode acometer toda a mucosa do estômago ou apenas algumas regiões e costuma ser classificada em aguda ou crônica. A gastrite aguda normalmente é causada pelo uso de antiinflamatórios, abuso da ingesta de bebidas alcoólicas, intoxicações por alimentos e pode ser transitória e autolimitada. Já, a gastrite crônica, que possui alta prevalência, tem como principal agente causal a infecção pela bactéria Helicobacter pylori e tende a se manifestar lentamente, permanecendo por meses ou até anos. O Helicobacter pylori desempenha importante papel no aparecimento de úlceras e na gênese do adenocarcinoma gástrico.

Segundo a Federação Brasileira de Gastroenterologia (FBG) cerca de 70% da população brasileira é portadora de gastrite. A gastrite é uma condição adquirida, causada por infecção ou pela ação de agentes irritantes (antiinflamatórios, aspirina) e não tem relação com hereditariedade. O sintoma mais comumente relatado por pacientes com gastrite é a sensação de queimação epigástrica (dor na “boca” do estômago). O diagnóstico desta patologia somente pode ser confirmado através da realização de endoscopia digestiva alta, onde observam-se os achados endoscópicos da inflamação e, através da biópsia, não podendo ser baseado na sintomatologia, uma vez que, alguns pacientes podem ser assintomáticos.

O tratamento da gastrite deve ser individualizado, uma vez que essa patologia pode ter várias causas. Uma das abordagens do tratamento inclui a adoção de mudanças de hábitos de vida, como suspensão do tabaco e do álcool, melhora da dieta, optando por produtos mais naturais restringindo o consumo de industrializados, redução do consumo de cafeína e refrigerantes, além do controle do estresse, pois essa situação resulta em liberação de maior quantidade de hormônios (cortisol e adrenalina), que aumentam a secreção de suco gástrico e reduzem as defesas do estômago. A outra abordagem visa o uso de medicamentos para diminuir a acidez estomacal para permitir a cicatrização da mucosa. O uso de antibióticos está indicado quando houver a confirmação da presença da bactéria Helicobacter pylori e a necessidade de sua erradicação. Para maiores informações e esclarecimentos procure um médico.

Dra. Letícia Bernardon Portal

CRM 37650 – RQE 30609

  • Gastroenterologista
  • Endoscopia Digestiva
  • Colonoscopia

Telefone: (54) 2107-0500/ Ramal 577

Matéria retirada do Jornal Bom Dia, 13, 14 e 15 de julho de 2019.

Leave a comment

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *