Setembro Amarelo

Estamos no penúltimo dia do mês de setembro e gostaríamos de esclarecer alguns pontos sobre a Campanha de prevenção ao suicídio que a cada ano vem ganhando mais destaque.

O setembro amarelo foi criado em função do aumento do número de mortes por suicídio. A cada 40 segundos uma pessoa comete suicídio no mundo e, no Brasil é a quarta causa mais comum de morte entre jovens de 15 a 29 anos de idade.

Qual a origem da campanha?

Em 1994, o norte-americano Mike Emme, filho do casal Dale e Darlene Emme, suicidou-se aos 17 anos. Mike era conhecido por ser gentil e entender muito de mecânica, tendo restaurado sozinho e pintado de amarelo um Mustang 68.

Quem convivia com o jovem nunca percebeu sinais de angústia. Certo dia seus pais chegaram em casa e se depararam com o Mustang na porta e Mike dentro, ele havia se suicidado com um tiro. No dia do velório, havia uma cesta com cartões com fitas amarelas para quem quisesse pegá-los. Na fita dizia: se você precisar, peça ajuda.

Em pouco tempo os cartões se espalharam pelos EUA e começaram a surgir mais e mais cartões com pedidos de ajuda. Por conta desta grande repercussão, a fita amarela foi escolhida como o símbolo da campanha.

O setembro amarelo incentiva e mostra o quanto importante é procurar ajuda, reforça a importância do diálogo, quebrando o tabu sobre o assunto e ajudando quem está mais vulnerável. Suicídio não é fraqueza, o suicida é alguém que sofre muito e não consegue enxergar esperanças.

Médica Psiquiatra

Dra. Fabiana Todeschini

CRM 34.540

RQE 29622

 

Leave a comment

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *